Notícias

Fábio Mitidieri se reúne com consórcios para resolver problemas de saneamento em Sergipe

19 Março

Esta terça-feira (19) foi marcada por um encontro que deve significar um grande avanço no setor de saneamento básico de Sergipe. Em seu gabinete, o deputado federal Fábio Mitidieri (PSD/SE) recebeu representantes dos quatro consórcios responsáveis pelo manuseio de resíduos sólidos (CPAC, Consbaju, Conbasf e Conscensul) do estado. A razão do encontro foi buscar recursos para que tanto a coleta quanto os cuidados de armazenamento de resíduos sejam feitos de forma responsável, com mínimos danos ao ambiente.

A conversa sobre construção de aterros sanitários que receberão os resíduos dos municípios sergipanos já se arrasta há quase sete anos, mas parece estar caminhando para uma solução. “Hoje já temos projetos prontos para unidades de transbordo em Nossa Senhora das Dores e Ribeirópolis, por exemplo, e com emendas do Fábio. Agora estamos pleiteando com toda a bancada do Estado no Congresso para que haja um volume de recursos destinados a esse propósito”, explicou Marcelo Moraes, prefeito de Cumbe, presente no encontro.

A causa é uma defesa de Fábio Mitidieri, que deixou claro que estará de portas abertas para que o assunto seja tratado com a seriedade que é exigida. “Estou comprometido a falar com meus colegas deputados e senadores para que possamos fazer uma grande aliança da bancada sergipana. Assim vai haver mais recursos e os benefícios serão para todos os municípios do estado”, observou o deputado.

Mitidieri foi o primeiro parlamentar sergipano a ser procurado pelo grupo. Com o apoio dele, os consórcios e prefeitos devem apresentar as propostas aos outros parlamentares do estado até o fim deste ano. O objetivo é que possam tirar do papel o mais rápido possível algo que terá um impacto enorme no saneamento básico de Sergipe.

Moraes ainda destacou que essa ação, que descreveu como “divisor de água no assunto”, vai além do simples armazenamento de resíduos sólidos. “Isso engloba os catadores, a coleta seletiva, a triagem de lixo, separando o reciclável do orgânico. É um estudo muito mais amplo”, analisou.

Fale com Fábio